Acervo - O Candeeiro
Café maroca: tradição e qualidade que atravessam gerações
PE - SABIÁ - Agroflorestas -

dona raimunda barbosa mora na comunidade São Braz, no município de taquaritinga do norte, agreste de pernambuco, junto com sua família. ela mantém a tradição dos seus pais e avós de cultivar café. a espécie que cultiva é uma variedade antiga, quase um tesouro genético. hoje, a plantação do café é feita em sistemas agroflorestais (SAFs). além de plantar, a família também beneficia o grão. e, hoje o café maroca é bastante procurado por consumidores

Ler mais


cisterna e assessoria técnica contribuem para mudança de vida
PE - SABIÁ - Acesso à Água -

o casal seu paulo e dona maria mora na comunidade de cabraíba, no município de jataúba, agreste de pernambuco. a família fala da mudança de vida que aconteceu na vida dela com a chegada da cisterna, pois para ter acesso a água era necessário andar quilômetros. a chegada da assessoria técnica pela chamada de ater agroecologia também contribuiu para a família melhorar a produção e a criação de pequenos animais.

Ler mais


Casa de Sementes Zé Noca em busca das espécies nativas perdidas
CE - ESPLAR - Agrobiodiversidade -

O Milho-Catingueiro resiste ao sol, sobrevive com poucas chuvas, sabe esperar o tempo certo para brotar no chão do Semiárido e vingar novas espigas. O Feijão Pingo-de-Ouro é semente preciosa, mas não pertence a ninguém, não tem patente, ele é de quem cultiva e, no Sertão, quem cultiva gosta de partilhar o que tem.

Ler mais


Dona Josefina e Seu Zé Nobre: Uma História de Vida, convivência e vitórias no amor e na Produção
SE - CDJBC - Agrobiodiversidade -

Contar a história de Dona Josefina e Seu Zé Nobre é como mergulhar em um romance espírita de Chico Xavier ou Zíbia Gasparetto. Não pelo apelo a fé e a crença, mas por trazer fragmentos de uma memória espiritual de outras vidas, revelado em sonhos e visões para Dona Josefina e Seu Zé Nobre, respectivamente.

Ler mais


Casa de Sementes Zé Noca em busca das espécies nativas perdidas
CE - ESPLAR - Agrobiodiversidade -

O Milho-Catingueiro resiste ao sol, sobrevive com poucas chuvas, sabe esperar o tempo certo para brotar no chão do Semiárido e vingar novas espigas. O Feijão Pingo-de-Ouro é semente preciosa, mas não pertence a ninguém, não tem patente, ele é de quem cultiva e, no Sertão, quem cultiva gosta de partilhar o que tem.

Ler mais


Filtre as publicações

Isso facilitará a sua busca