Educação no campo
29.08.2019
Em vídeo: 10 educadoras e educadores falam sobre a Educação Contextualizada para a Convivência com o Semiárido
Série de vídeos "Trocando Saberes" é o primeiro lançamento de conteúdos especialmente construído para marcar os 20 anos de trajetória da Articulação Semiárido Brasileiro. Outros temas também terão conteúdos este ano.

Voltar


Educação Contextualizada para a Convivência com o Semiárido.

Em novembro deste ano, a Articulação Semiárido Brasileiro (ASA) completa 20 anos de história. Celebrar esse momento é rememorar e enaltecer as conquistas do povo camponês dessa região e também compreender que o motivo de existir da ASA ainda está longe de ser atingido.

Hoje, iniciamos o olhar para as conquistas destas duas décadas e para os desafios que aguardam superação desta rede formada por pessoas. E, aproveitando o mote da Oficina de Formação de Monitores e Monitoras Pedagógicas, realizada esta semana, na Bahia, pela equipe do programa Cisternas nas Escolas, o tema será EDUCAÇÃO CONTEXTUALIZADA.

Estamos lançando uma série de vídeos em que educadores e educadoras populares falam sobre educação contextualizada para a Convivência com o Semiárido e diversos assuntos que permeiam a temática, como a ação da ASA através do Programa Cisternas nas Escolas, o acesso à água nas escolas rurais, a alimentação escolar, as aprendizagens que valorizam as experiências, saberes e histórias do campesinato. Os vídeos são curtinhos e, um a um, percorrem uma amostra da riqueza dos aprendizados de educadores e educadoras do campo.

Confira a série Trocando Saberes:

Vídeo 01: Ivone, educadora no Semiárido mineiro

 

Vídeo 02: Santana, educadora no Semiárido potiguar

 

Vídeo 03: Ernesto, educador no Semiárido baiano

 

Vídeo 04: Genismar, Educadora no Semiárido baiano

 

Vídeo 05: Paula, educadora no Semiárido baiano

 

Vídeo 06: Sandra, educadora no Semiárido baiano

 

Vídeo 07: Luzia, educadora no Semiárido mineiro

 

Vídeo 08: Maria, assessora pedagógica do Cisternas nas Escolas no Semiárido Mineiro

 

Vídeo 09: Juliano, monitor pedagógico do Cisternas nas Escolas no Semiárido baiano

 

Vídeo 10: Alison, educador no Semiárido potiguar